Dicas
Cuidados no Inverno: proteja a criança da Bronquiolite em 5 passos
6 de setembro de 2018
0

A bronquiolite é uma doença importante e considerada grave. Portanto, o assunto que vamos tratar neste artigo é muito importante e tem que ser falado de forma séria.

Abaixo vamos explicar o que é a bronquiolite e listar algumas recomendações que devem ser tomadas para que as crianças se previnam da doença, especialmente no inverno.

O que é a bronquiolite?

No dicionário da medicina, a bronquiolite é uma inflamação que acontece nas vias aéreas, especificamente nos bronquíolos.

A doença costuma aparecer especialmente em crianças com até 2 anos de idade.

E ela pode ter sintomas como a secreção nasal, que dificulta muito a respiração, podendo vir com febre acrescentada ou não.

Nos adultos a doença é menos comum, ainda que pode acontecer.

Nas pessoas mais velhas, a bronquiolite acontece especialmente nos tabagistas e tende a levar a fibrose pulmonar em quadros mais agressivos.

O fato importante aqui, que é o nosso foco, é entender que a inflamação preocupa quando atinge os pequenos porque em caso mais graves pode causar dificuldades respiratórias severas.

5 passos para evitar a bronquiolite

Considere que um dos melhores tratamentos é ter a chance de dar suporte para a criança garantir uma respiração calma.

Agora, para diminuir a incidência de contaminação e os males que o vírus causa ao organismo dos pequenos, confira as dicas.

1 – Higienização

A dica aqui é higienizar o nariz do bebê e mantê-lo hidratado o tempo todo.

A justificativa é que a limpeza e a hidratação nasal contribuem para manter as vias aéreas superiores limpas e em bom funcionamento.

Assim, se as vias estão funcionando bem, isso aumenta a defesa do corpo, que se tornam mais eficientes, livrando as crianças de infecções oportunistas.

2 – Lenços Descartáveis

Outra dica para evitar a bronquiolite é sobre usar lenços descartáveis ao invés dos lenços de pano, de tecidos.

Ainda há pessoas que insistam no uso de lenço de tecido, considerando a sua economia de dinheiro.

Mas, temos um alerta.

O recomendado pelos médicos é o uso dos lenços de papel.

Isso porque eles são mais eficientes para conter a coriza ou assoar o nariz.

Assim sendo, os lenços descartáveis são mais higiênicos ao serem usados e diminuem as chances de as crianças propagarem o vírus para outras pessoas.

3 – Respeito

O respeito aqui, no qual estamos falando, é sobre cobrir o nariz e a boca das crianças quando elas tossem ou espirram.

Com o tempo, elas devem aprender a fazer isso sozinhas.

Ah, e detalhe: logo em seguida ao fazer isso, higienize as mãos, sempre.

A questão do respeito é porque no Brasil fazer isso é sinal de respeito, mas no fundo também vale muito a pena com a questão de ser saudável.

A prática simples de cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar e higienizar as mãos é importante porque ajuda a prevenir o possível contágio por vírus de todas as pessoas que são próximas aos doentes.

Se as crianças já têm tendência a ter doenças como essa, também é possível lavar as mãos dos pais e das crianças com frequência, particularmente quando tocar o nariz, a boca ou após a alimentação.

4 – Brinquedos

A dica número 4 é sobre lavar e secar os utensílios domésticos e também os brinquedos após o uso das crianças.

Ambos (utensílios domésticos e brinquedos) devem ser higienizados sempre!

E quando as crianças ficam doentes, isso se torna imprescindível.

Também existe a opção, para os casos da doença diagnosticada, de evitar o compartilhamento desses itens com outras crianças.

Além do fato de que a higiene diária dos objetos para evitar contaminação tem que ser feita.

Recomenda-se ainda que a limpeza seja feita com água morna corrente e produtos específicos.

5 – Sintomas

A Bronquiolite é uma doença que pode debilitar muito os pacientes e levar as dificuldades respiratórias. Isso você já sabe, né?

Então, é fundamental que o médico seja consultado logo no início dos sintomas para que o tratamento da doença seja mais efetivo.

Para te ajudar com isso, considere alguns sintomas: pele arroxeada por falta de oxigenação, tosse seca, respiração ruidosa e rápida.

Se os sintomas existirem, a dica é ir até um hospital pediátrico ou no consultório médico.

Entenda que as pequenas pausas durante a respiração, a falta de apetite, os vômitos após alimentação e o estado irritativo também podem ser sintomas, apesar de serem menos comuns.

E, em alguns casos mais graves, os sintomas ainda evoluem para a desidratação, a fadiga e a insuficiência respiratória grave.

Em caso raro podem ter o aparecimento de uma pneumonia bacteriana por germes oportunista. Portanto, observe os sintomas.

Bônus: imunizantes

Como falamos no início do artigo, esse é um assunto muito importante.

Por isso, não podemos deixar de falar sobre um imunizante, que pode ser dado para essas crianças pequenas que estão no grupo de risco para terem bronquiolite.

Atenção: esse imunizante deve ser indicada apenas para crianças que estão no grupo de risco para a bronquiolite.

E essas crianças podem receber 1 vez por mês esse imunizante – até complementar 5 doses.

Ele vai combater o vírus respiratório, sendo que tem anticorpos que não deixam a infecção atuar.

E quem está nesse grupo?

– Os bebês prematuros, que tiveram gestação com menos de 35 semanas e que são portadores de doença pulmonar crônica ou que são portadores de cardiopatias congênitas.

– Os bebês prematuros de até 28 semanas e 6 dias de idade gestacional e que tenham menos de 1 ano de idade.

– As crianças que tenham problemas no coração até 2 anos de idade e para bebês que tenham doenças comprovadas no pulmão até 2 anos de idade.

Esse imunizante é disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

Uma dúvida comum é sobre “quando esses bebês que estão no grupo de risco devem receber esse imunizante”?

Isso vai depender da sazonalidade (do período em que o vírus sincicial respiratório vai incidir na região em que você mora).

Itens relacionados

Descubra por que a Primavera é a estação da alergia

A bronquiolite é uma doença importante e conside...

Leia mais

5 cuidados com a pele depois da maquiagem: o que você precisa saber ainda hoje

A bronquiolite é uma doença importante e conside...

Leia mais

Tensão em jogos de futebol pode causar o “bruxismo em vigília”

A bronquiolite é uma doença importante e conside...

Leia mais

Há 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *